Como tirar Documentos para financiamento imobiliários, empréstimos imobiliários, aquisição de imóvel etc

Como tirar Documentos para financiamento imobiliários

Muita gente hoje em dia precisa regularizar os cadastros e tirar rapidamente os documentos para financiamento imobiliário, financiamento de uma casa, de um apartamento etc.

Veja abaixo quais os principais documentos necessários para um financiamento imobiliário e um bom glossário que pode ajudar muito a pessoas que pensam em contratar um financiamento imobiliário

Documentos normalmente exigidos para contratar um financiamento imobiliário

Proposta de Financiamento preenchida e assinada.

Declaração Pessoal de Saúde.

Opção de Compra e Venda com assinatura e rubrica do(s) proponente(s) e vendedor(es).

Cópia do RG e CPF inclusive do cônjuge ou convivente.

Documentos para comprovação de Estado Civil.

Documentos para comprovação de Renda.

Documentos relacionados ao imóvel a ser financiado

Certidão de Matrícula do Imóvel e também para a(s) vaga(s), quando unidade(s) autônoma(s).

Cópia da página do imposto predial do exercício.

Cópia da convenção de condomínio.

Glossário de termos relacionados a empréstimos imobiliários

Alienação fiduciária: Ato de transferência de um bem móvel ou imóvel do devedor para o credor, em garantia do pagamento da dívida. O devedor detém a posse direta do bem, para o seu uso, e o credor detém a posse indireta do bem, que permanece em seu domínio. Depois de quitar o empréstimo, o comprador adquire a propriedade definitiva do bem.

Amortização: Pagamento periódico realizado para abater uma dívida: Nos financiamentos imobiliários, a amortização é uma das parcelas pagas a cada prestação.

Amortização extraordinária: Pagamento antes do prazo previsto.

Apólice: Instrumento do contrato que regula as convenções ajustadas entre o Segurado/Estipulante e a Seguradora. Consigna todos os riscos assumidos pela Seguradora, o valor do objeto segurado, o prêmio devido ou pago pelo Segurado e todas as demais estipulações que forem objeto do contrato e nele ajustados.

Benfeitorias: Obras ou reparos realizados num imóvel para melhorar seu estado, modernizá-lo ou mesmo solucionar um determinado problema. Podem ser de três tipos: necessária, úteis e voluptuárias. Benfeitorias necessárias: aquelas destinadas à conservação do imóvel ou que evitem sua deterioração. Benfeitorias úteis: obras que aumentam ou facilitam o uso do imóvel. Benfeitorias voluptuárias: obras que aumentam ou facilitam o uso do imóvel, tornando-o mais bonito ou agradável.

Carta de crédito: Documento que concede a alguém a possibilidade do empréstimo de certa quantia. CEF – Caixa Econômica Federal Empresa pública. Instituição que mais financia a construção e a compra de imóveis. Administra o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), bem como patrocina o esporte e a cultura.

Certidão negativa: Documento emitido por funcionário ou órgão possuidor de fé pública com finalidade de atestar a inexistência de ações e débitos de qualquer natureza. Na compra e venda de imóveis são solicitadas certidões negativas de diversos cartórios para confirmar se o imóvel está apto para negociação.

Contrato: Acordo feito por escrito entre pessoas físicas, jurídicas ou físicas e jurídicas. Cada parte obriga-se a cumprir o que está escrito no contrato, o qual adquire força de lei.

Cronograma físico- financeiro: Representação gráfica da previsão da execução de um trabalho (obra), na qual são indicados os prazos e os gastos a serem executados nas diversas fases do projeto.

DFI – Danos físicos ao imóvel: Seguro contratado quando se contrai financiamento com instituição financeira, para compra de imóvel. O DFI cobre danos causados por incêndio, explosão, desmoronamento total, desmoronamento parcial (assim entendida a destruição ou desabamento de paredes, vigas ou outro elemento estrutural), ameaça de desmoronamento (devidamente comprovada), destelhamento, inundação ou alagamento.

Dívida: Quantia que uma pessoa promete devolver a outra ou a uma instituição. Nos contratos de financiamento imobiliário, a dívida atualizada chama-se saldo devedor.

Encargo mensal: O que é obrigatório pagar mensalmente. Nos financiamentos imobiliários, o encargo é a parcela de amortização e juros mensais (prestação), somada aos seguros.

Enfiteuse: É o direito alienável e transmissível aos herdeiros de gozo e de domínio útil sobre um imóvel.

Facebook Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *